quarta-feira, 7 de dezembro de 2005

Rememorando o XI Fenart (Parte II)


"Por 15 dinheiros" e "O fim do mundo"

A mostra competitiva de videos é um espetáculo a parte do Fenart. Começando pela coordenação que nos surpreende todos os anos com exclusão de alguns videos e a seleção de outros que se adequariam mais a um evento universitário do que a um festival nacional.

Esse ano a ficção "O gosto de ferrugem", de J. Audaci Jr, selecionado na mostra paralela de Gramado (RS) e no Dcine (PR), foi barrado em seu próprio estado. Em contrapartida, "Penélope", produção carioca de Célia Freitas que disputava a mesma categoria, entrou. O contraste de qualidade é explícito. Não sei o que eles beberam.

"O meio do mundo", filme de curta-metragem do paraibano Marcus Vilar, exibido na primeira noite da Mostra de Cinema e Video poderia receber outro nome. Sugiro "O fim do mundo". Não pelo lugar afastado onde os personagens habitam, mas porque o menino que vai "conhecer o que é a vida" tem que apelar pra São Jorge, santo experiente com aquele tipo de criatura!

Quanto ao longa-metragem paraibano mais "de rosca"* da história, "Por 30 dinheiros", de Vânia Perazzo, não há muito o que comentar. Dos 30, só vi 15! O filme não era de boxe, mas me nocauteou. A maioria das piadas eu já tinha lido na internet. Eu daria uma enxugada grande em algumas cenas. Fico surpreso com o quanto algumas tomadas foram alongadas. Será que quem editou estava achando a cena engraçada? Cada cabeça uma sentença!

Os heróis que ficaram até o fim da sessão agraciaram a equipe presente com "palmas plastificadas", como definiu meu amigo Jãmarri Nogueira.

*A expressão refere-se a demora em ficar pronto. O que não foi culpa de Vânia.

5 comentários:

Breno Barros disse...

Seguinte: tudo bem que "O gosto..." tenha sido barrado, mas o problema maior é que das 7 ficções daqui apenas "Sobre meninas..." e "As costelas..." tenham sido selecionadas pro festival, com um prêmio para o melhor ficção paraibana na berlinda... e olha que estão pensando em "unir" esse prêmio com o documentário (muito mais "forte" por aqui!) Isso seria uma espécie de desincentivo para a produção local... /// PS: Olha o novo logo do Decom-Tur lá no meu blog, ok?! Abraço!

audacijunior | Homepage

Breno Barros disse...

só concordo, e mesmo assim em parte, com o comentario do por 30 dinheiros. o q vc diz sobre o meio do mundo eh fútil e preconceituoso. quanto às outra ficcoes que foram barradas no fenart nao to sabendo, mas a nao-selecao do encosto de ferrugem eh prova de que alguem ainda tem bom senso

o cítrico | Homepage

Breno Barros disse...

er.. Por 30 dinheiros? Nao fiquei até o fim do filme pra contribuir com minhas palminhas. =oP

PauLa

Breno Barros disse...

Nao vi esse. Mas me diz? Havia um limite para inscrições ou acharam num pre-juízo quais os filmes tem qualidade mínima para concorrer?

Mythus | Homepage

Breno Barros disse...

Hehehehe, pois eh. Vi esse e concordo cmo o que disse. Agora teve um que fiquei interessado, o (light) "Biodiversidade" =)
Despretenciosa mas com charme e estilo!

Arthur | Homepage