segunda-feira, 23 de outubro de 2006

Querido diário


Madrugada de segunda, o que pra mim é domingo ainda, chego em casa, vou escovar os dentes e lá está ela, perambulando em minha saboneteira. Baratas! Odeio baratas! Depois de raciocinar como matar a miserável sem fazer uma melequeira em plena pia, consigo executá-la.

Noite tranqüila. Manhã da segunda. Um banho rápido, uso a pia com cautela, afinal, mesmo sem melecar, ficou suja. Saio com uma bermuda que tinha deixado lá no domingo e decido vesti-la. Quando tô colocando as pernas, quem sai de lá? Isso mesmo, mais uma artrópode desprezível. A infeliz era comprida!

Irado, mandei mais uma para fora do mundo dos vivos. Lá vou eu tomar outro banho. Ah, animal imundo!

Dia normal de trabalho, saio de lá pra ver o resto do debate entre os governáveis em casa, quando chego, sem luz. Valeu Saelpa! Ligo o 0800 e eles me dizem que meio-dia a energia volta. Isso eram 11h45. Anoto o protocolo, subo pra ler e adormeço.

13h. Acordo, vou almoçar. A luz voltou? Não. Massa! Ligo de novo perguntando sobre a situação do protocolo número tal. É uma falta de luz? Exato. Tem previsão? 15h. Obrigado!

UFPB. Lá estou eu, cheio de coisa pra ler, resumir, combinar seminário e brincar de massinha, tô pagando uma disciplina que a minha função é ficar fazendo objetos de argila.

Volto pra casa pensando, será que rola um cineminha? Abro a torneira. Pois é. Não tem água. E ainda tem gente que gosta de segunda-feira!

16 comentários:

Breno Barros disse...

governáveis? entao maranhão ta sendo muito mal governado.

Bruno

Breno Barros disse...

Até agora só vi os debates dos presidenciáveis. O da Band foi interessante, o do SBT foi "legalzinho", o da Record foi pura repetição. Foi tão repetido que, além das frases constantes de Alckmin "ele acha que está bom crescer 2%, eu sou diferente", ambos usaram o mesmo figurino (mas pareceu que Lula usava um terno azul escuro e Alckmin um preto - a gravata era idêntica). /// Temporada de barata?

Mythus

Breno Barros disse...

Ó céus, ó vida, ó azar einh Breno?

Giselle Ponciano

Breno Barros disse...

Faltou concluir a história: afinal, que horas voltou a energia? Ah, e por falar em cineminha, lembrei de comida japonesa. Por quê? Não sei, só sei que estou viciado.

Klebson

Breno Barros disse...

tua vida é um barato

45iso

Breno Barros disse...

tulio presta atenção nas gravatas dos candidatos. alckmin tem um jeito de olhar pra camera q parece q ele vai sar da tv e agarrar o pescoço da gente..

Bruno

Breno Barros disse...

já viu vôo 93?

45iso

Breno Barros disse...

Só sei que a luz não voltou antes das 15h. Tive que sair e voltei lá pras 18h, quando já não tinha água. Ficamos sem água por mais de 24 horas.

Breno

Breno Barros disse...

Ainda não vi, Ailton. Aliás, o vencedor de Gramado estava em cartaz (nem sei se ainda está) e eu não vi. Dias de trovão! Hoje mesmo (maldita segunda!) queria ir ao cinema, mas tenho uma prova e dois trabalhos pra dar conta. E olha que é só o começo da semana..

Breno

Breno Barros disse...

q vencedor de gramado?

Bruno

Breno Barros disse...

Nossa!! segunda feira e ruimmm. Mas ptz igual a sua e de matar... Afff....rsrsrs

Kika | Homepage

Breno Barros disse...

Adorei hahahaha. Passando... Fazia tempo que não passava por aqui. Se fosse eu na situação com as baratas teria morrido do coração na certa ;)

Luedja

Breno Barros disse...

luedja é loja em espanhol?

Bruno

Breno Barros disse...

Olá Breno, muito bom saber que não existe apenas eu de blogueiro nesta paraiba de meu Deus.

Sou de Cajazeiras e tenho um blog que trata também de política. Espero sua visita.

www.blogdopatrick.blogspot.com

Patrick Gleber | Homepage

Breno Barros disse...

Caro Breno,
Faço parte da SAELPA e gostaria de entrar em contato com você para identificar a falta de energia relatada no seu blog com objetivo de explicar-lhe a causa e o tempo de atendimento da ocorrência.

Marcelo Cerqueira

Breno Barros disse...

Oi Breno, to visitando alguns bloggers. to afim de fazer hum, e agora que to com mais tempo vou aproveitar.Também, tenho pavor de baratas, jamais conseguiria matar uma.Gostei do valeu saelpa! abraços,

Bárbara