sábado, 28 de janeiro de 2006

Mera coincidência


Outro dia eu estava prestando atenção na propaganda do Governo da Paraíba - a que mostra um ator viajando pelos municípios de todo o estado mostrando as obras da gestão de Cássio Cunha Lima. Notei que esse ator é fisicamente muito parecido com Cícero Lucena, o mais provável candidato a senador da chapa governista. Ele é magro, cabelo baixo, usa óculos, tal qual o ex-prefeito de João Pessoa.

Acredito que nesse caso as aparências não enganam. (Aliás, na maioria das vezes as aparências se confirmam.) Um garoto-propaganda que é a cara do pretenso senador deve contabilizar em votos, ou pelo menos numa receptividade melhor à sua presença nos palanques, mesmo porque a propaganda é muito boa - e cara, creio.

Como a ignorância tem os pés fincados na Paraíba - coisa que nossos políticos não pretendem mudar - o anúncio de uma obra de pequeno porte é tido como uma boa notícia. Imagino que o custo de produção algumas dessas peças publicitárias seja maior do que o benefício anunciado. Ao invés de nos indignarmos com a série de inserções no horário nobre da Globo para dizer que uma rua foi calçada, achamos (inclua-me fora disso!) que o Governo está trabalhando pela Paraíba.

10 comentários:

Breno Barros disse...

putakipariu, breno. pelo visto tu aderiu à teoria da conspiracao verde-limao q assola a paraiba. dizer q a escolha do garoto-progaganda eh um recado subliminar pra votar em cicero eh demais!
ps. breno, o colado do piña colada. froooooooooooouxo!!!

tenha medo | Homepage

Breno Barros disse...

Repito o que eu disse no pastel: nada a ver não.

Andrei | Homepage

Breno Barros disse...

Pois eu, discordando dos dois comentaristas abaixo, concordo com Breno. O garoto propaganda é parecido sim com Cícero, e pode sim dar maior receptividade ao pretenso candidato. Em publicidade, nada é feito em vão, tudo tem um sentido e, falando de publicidade política, pode crer que existe um estudo aprofundado antes de se fazer uma campanha. Talvez seja um exagero dizer que a inserção seja mais cara que a obra, mas não duvido que na escolha do ator não tenha prevalecido a semelhança fisica, muito mais que a competência. Ator bom, existe de rodo. Ator famoso paraibano, tem alguns. Seria muito mais lógico escolher um ator bem sucedido para dizer: "aqui existe governo de competência" do que colocar um joão ninguém que é a cara do dito cujo.

Mythus | Homepage

Breno Barros disse...

Isso! Mas sem exageros, por-favor!

Aline

Breno Barros disse...

Tulio, axo q vc ta totalmente equivocado. Primeiro, o garoto-propaganda nao posa na campanha como ator. se fosse um cara q todo mundo soubesse q eh ator, com tarimba e tudo mais, provavelmente nao teria a mesma credibilidade. o povo pensaria: pia, akele artista q se vendeu a cassio.. axo q sendo um cara desconhecido do grande publico, e q desperta empatia e tudo mais (alias, gosto muito dakele ator), eh uma escolha muito mais feliz. segundo, ele tem uma certa pinta de palhaço, maluquinho, coisa e tal, nao combina nada com a imagem q a populacao faz de um politico serio. portanto, duvido muito q cicero kisesse ter sua imagem associada a de um tresloucado (ainda q simpatico). vc tem razao quando diz q uma campanha como essa eh uma coisa muito bem planejada. alias, o marketing do psdb paraibano ha algum tempo da de lambuja nos dos outros partidos. mas, nesse caso, vcs viajaram pesado.

Bruno | Homepage

Breno Barros disse...

Breno, no teu comentario do citricas tu escreveu "disperdiçar"..

tenha medo forever | Homepage

Breno Barros disse...

Sem contar que o conceito da propaganda é muito bom, já é da campanha eleitoral.. Mas não acho que ele lembrar Cícero tenha sido critério para terem lhe escolhido..

Luís

Breno Barros disse...

Eu não só concordo contigo, como isso tb entra num dos temas da minha dissertação... Esses coronéis só mudaram as vias, mas o alvo é sempre o mesmo.

Carol Queiroz | Homepage

Breno Barros disse...

Pelo menos é um ator. Beleza mesmo seria o próprio candidato ganhar cachê para fazer a propaganda.

Makoto® | Homepage

Breno Barros disse...

Concordo com o Mythus: tudo na publicidade tem um significado (a não ser quando a agência tem uma qualidade duvidosa, o que não é o caso) e acredito sim na semelhança proposital. Existem N "garotos-propaganda" aqui na Paraíba tão ou mais carismático quanto esse mas ele foi escolhido. Então deve haver um motivo. E acredito que seja esse mesmo. Sinceramente? De nada duvido quando o assunto é seres humanos.

Arthur Lucena | Homepage