terça-feira, 15 de novembro de 2005

Rememorando o XI Fenart (Parte I)


O Fenart terminou e o teto não caiu. Depois da pressão do Crea-PB em condenar o local às vésperas da abertura, inclusive recomendando que as pessoas sequer caminhassem pela calçada externa porque o risco de desabar era iminente, o governo bateu o pé, chamou seus engenheiros e aprovou tudo. Até imagino a cena. "Essa viga tá parecendo uma peneira de coco ralado, mas não cai, não. Ok!".

Lembro do dia em que eu estava ensaiando com o Coral Universitário no Cine Bangüê e - literalmente - uma cascata começou a jorrar na lateral direita do palco. Por pouco não pegou o piano. Imagino que um bolsão de água acumulado na cobertura do Espaço Cultural encontrou em fim sua saída.

Mas deixando a forma de lado e discutindo o conteúdo, aproveitei pouco do XI Fenart. O primeiro dia que pude ir foi na segunda-feira (7) e ainda assim cheguei atrasado ao ótimo show "Contrabaixisto". Xisto Medeiros é gênio no contrabaixo acústico e excelente no elétrico. Pena que não o vi tocando o tradicional. Como cantor não achei lá essas coisas. Ficou devendo. Um repertório bom como aquele merecia o convite a um intérprete.

A atração seguinte superou a primeira. Carlos Malta e Quinteto Uirapuru foram impecáveis. Fiquei pensando que instrumento de sopro Malta não saberia tocar. A desenvoltura é plena em todos os que o vi utilizar. Inclusive com um pife ou flauta de madeira transversa que usou durante uma entrevista ao Zuada, da TV UFPB.

O Quinteto Uirapuru, que costumava ter a formação tradicional de cordas (dois violinos, uma viola, um violoncelo e um contrabaixo) substituiu o violoncelo pelo fagote, um instrumento de sopro pouco conhecido, com timbre grave que acho sensacional. Já o conhecia porque o regente do Coral da UFPB, Eduardo Nóbrega, é fagotista e o ouvi em apresentações ao vivo e no CD do Quinteto Itacoatiara. O som do fagote parece um pouco com a voz dos adultos nas dublagens dos desenhos do Snoopy.

Como o dia seguinte era "de branco" só aproveitei isso mesmo. Na próxima parte falo da Mostra Competitiva de Vídeos.

9 comentários:

Breno Barros disse...

eh, realmente deve ser muito dificil prum flautista tocar "pife"..

Bruno

Breno Barros disse...

uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... uô-uô-uô... * /// (*) "Gosto muito do Snoopy e neste Fenart fiquei muito tempo olhando pro espaço e o espaço olhando pra mim... Ah! Tomara que tenha gostado do cartaz!"

Audaci Junior | Homepage

Breno Barros disse...

Comparando ao ano passado, esse Fenart eu aproveitei bastante, mas ainda sim foi pouco em relação aos anos anteriores. Não vi a mostra de video nem essa apresentação de instrumentos de sopro e cordas. Ao menos pude pegar algo bom no teatro. Mas o que o Crea-PB quer fazer mo Espaço? trocar a estrutura metálica?

Mythus

Breno Barros disse...

Eu tb não conhecia essa forma ("pife"), mas fiquei puto por ter perdido o show dele, sabe muito o cara..

Luís

Breno Barros disse...

peguei o show de carlos malta no fenart anterior. muito bom, realmente. esse ano eu perdi altas coisas pq fikei voando na programacao dos primeiros dias. por isso, perdi ariano, nelson motta... porra, eu perdi nelson motta! ja lobao e totonho eu perdi por vacilo mermo.
ps. o cartaz ficou muito bom, feito por um artista muito foda..

Bruno

Breno Barros disse...

Breno, Breno, Breno... um cara q levou quase dois anos para acabar o TCC! E, incrivelmente, ao contrário do que eu imaginava, é um excelente jornalista. Acho muito do caralho textos como esse. Principalmente porque é de um assunto que gosto muito e falo pouco sobre ele porque não conheço muitas pessoas q curtam: música instrumental. A comparação com a voz dos adultos do snoopy foi uma grande sacada. Isso me lembrou a historinha da Disney de Pedro e o Lobo, gravada em LP: cada personagem era apresentado pelo narrador por um instrumento diferente; e cada vez q eles entravam em cena, o instrumento era tocado. São muito fodas os arranjos, eu tenho o LP. Qualquer dia te empresto.

ailton | Homepage

Breno Barros disse...

Ailton: a gente também tinha (ou tem). Por coincidência, estava passando num dos canais de música do avião da TAM no percurso Belém - Recife. // Breno: Por um momento pensei que você tinha mudado o link por aqui. Vim averiguar. :^D Talmbém vi que não cabia "total" ;^)

Mythus | Homepage

Breno Barros disse...

putz! q coincidências!

ailton

Breno Barros disse...

Faz um tempão, hein!? Tinha esquecido o site de Macaco Simão, mas lembrei que há um link no seu blog. Bem, para não passar em branco dexei este post! Lembraças para o povo do Sistema Correio...
=]

Márcio