terça-feira, 9 de março de 2010

Coisas ridículas interessantes

Ontem foi o primeiro dia de aula do meu curso de Direito. Como a maioria já sabe, passei no Vestibular da UFPB para cursar Direito à noite. Então eu e os outros feras fomos assistir aula e a aula era um trote. A velha história do falso professor que esculhamba a turma até que vem os outros veteranos (na verdade os "bolas", os ex-feras da série trocadilhos do meu Brasil) vieram sujar a gente de tinta guache, dar uns recados e obrigar a gente fazer umas coisas ridículas.

Sou formado em Jornalismo e Educação Artística e nos meus cursos anteriores nunca havia tido o trote. Dessa vez eles avisaram que quem não quisesse participar poderia sair, mas eu não ia perder a oportunidade de, pela primeira vez, participar daquela palhaçada, ver as reações dos colegas de turma e fiscalizar se ninguém ia passar dos limites.

Achei legal que me sujaram de guache. Colocaram umas meninas carinhosas para fazer esse "trabalho sujo". Depois escolheram umas meninas entre as feras para desfilar. Uma bobagem. Mas não deixa de ser engraçado ver alguém fazer alguma coisa morrendo de vergonha.

A parte mais corporal do trote foi quando obrigaram a gente a descer do primeiro andar até o pátio fazendo "fila de elefantinho". O que é isso? É assim: a pessoa que está na frente coloca a mão as pernas e de trás segura a mão dela e coloca a outra mão do mesmo modo. Quem está atrás desse segundo pega a mão dele e assim sucessivamente formando uma fila.

No final passamos por um corredor em que nos molharam com uma mangueira e por fim algumas meninas levaram uns ovos na cabeça. A parte dos ovos achei desnecessária, mas o resto deu pra compor a lista de coisas ridículas que fazem parte da vida e que a gente se diverte por ter que passar por isso em algum momento.

11 comentários:

Lays Rodrigues disse...

Pois é! Já passei pelo trote e planejei um para os feras do meu curso! É ridículo, mas é interessante! ahoehai
Muito legal seu blog, Breno!

.ailton. disse...

já imprimi essa página e vou levar o caso ao Ministério Público. Esse curso precisa ser fechado.

Anônimo disse...

Acho o trote realmente uma coisa ridícula, uma verdadeira palhaçada! Amigos, desde o primeiro dia não era para se sentirem coagidos a participarem. Quem participou, foi por que quis. E ponto.
O fato de sujarem as pessoas de tinta foi até aceitável, mas todo o resto foi deplorável. Houve humilhação sim PORRA! Presenciei uma colega minha com as mãos por baixo da bunda de um cara, quase pegando no saco escrotal dele, e outro cara com a mão na bunda dela. A maior sacanagem. Vi que só os homens estavam se divertindo com isso. Se meus pais estivessem lá, presenciando tudo isso, me sentiria envergonhada de saber que faço parte de um curso que está repleto de babacas literalmente falando. O desfile das meninas também foi desnecessário e tenho certeza que só aconteceu para que os metidos a machos se deleitassem. Realmente essas meninas foram coagidas, mas convenhamos né, SE DÊM O RESPEITO MENINAS, VOCÊS NÃO PRECISAM NEM SÃO OBRIGADAS A SE SUJEITAREM A ISSO, a não ser que realmente tenham interesse em se mostrar. Depois dessa palhaçada toda, vi que uma pessoa até falou no forum que está precisando de psicólogo hehe. Concluindo, as ovadas do final poderiam ter sido evitadas. Teve uma pessoa que vi que quase levou uma quebrada de ovo no olho. Imagina se tivesse pego a ponta da casca teria machucado e eu queria mesmo ver no que iria dar. Teve babaca até que estava encapuzado, com medo de mostrar o rosto. Bando de covardes!

::: Luís Venceslau disse...

O interessante é q não vemos notícias de fígados e peixes podres, cusparadas e agressões em trotes aqui pelo nordeste. E depois, nós, "da região mais pobre do país", é q somos os brutos, a sub-raça.

Marcela Poletti disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Saiury disse...

ola querido
aqui é sua amiga de curso,me chamo Carol.vim deixar um oi e ser seguidora +)

Saiury disse...

oops,mas como é q eu faço isso? o.O

Breno Barros disse...

Oi Carol! Coloquei a ferramenta de seguir aparente agora. Nem sabia como funcionava até você perguntar. =)

Marcela disse...

Um ANONIMO falando sobre mostrar o rosto hahaha
Acho que o covarde aqui é outro hein?
Mudando completamente de assunto... parabéns pelo blog :)

Anônimo disse...

Então, pq ANONIMO!? Como não fiz nada de errado, então me sinto no direito de me preservar para evitar retaliações. Você sabe que existe perseguição. Não quero começar o curso já sendo perseguida por pessoas que não têm respaldo algum para tal. No final das contas, acabei falando o que muita gente quis falar, mas não teve coragem.

Drinha disse...

Acho os trotes desnecessarios e humilhantes. Nao servem pra NADA!