quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Derrubador de audiência

Assim como os sábados e domingos, o Carnaval tem esta capacidade maravilhosa de derrubar os acessos de qualquer site, inclusive dos meus humildes blogs. Nada mais justo. Você passa o ano todo esperando por 4 dias de folga em plena época de trabalho e vai ficar socado na internet?

A exceção do meu irmão, que exerce a profissão de concurseiro e já virou um apêndice do PC - ou o contrário - os seres humanos comuns tem mais é que viajar, sair da rotina. De preferência para um lugar onde não pegue celular. É uma maravilha! Digo por experiência própria!

Terminado o Carnaval, o ano começou. Hora de tocar projetos. Quem quiser me ajudar, aqui vai a lista:
- Dinheiro. Quero casar no próximo ano. Favor me indicar a atividades remuneradas em que seja capaz de executá-las.
- Câmera filmadora digital. Estou com uns curtas na cabeça.
- Livros didáticos sobre como investir na Bolsa de valores. No mês passado abri minha primeira conta de investimento. Pra não arriscar, escolhi um fundo de ações da Petrobras. Tem dado certo...

4 comentários:

Mythus disse...

Não visitei nenhum blog;
Não vi nenhum bloco;
Não assisti à tv;
Não dormi fora de casa;
Não passei a noite em claro;
E já acabou o carnaval?
Que infeliz constatação.

::: Luís Venceslau disse...

Essa obrigação de fazer alguma coisa impressionante no Carnaval é mais alguma daquelas coisas q enfiam na cabeça do povo, como ornamentar a casa no natal ou dar presente tem todas as datas comemorativas. Comigo não cola.

Breno Barros disse...

Não é obrigação, mas é uma ótima oportunidade pra reunir os amigos e sair da rotina. Por falar em Carnaval, o da China começou ontem e dura uma semana! =)

Taty Valéria disse...

Meu amigo Breno, algumas pessoas são realmente mal humoradas e não conseguem ver o lado bom nem de um feriado... Uma lástima.
Outra coisa, nenhuma atividade remunerada será capaz de lhe suprir as necessidades que um casamento exige. Como diz a Pâmela Anderson, meta os peitos!
Você já tem a noiva, é o mais difícil!
Beijos!